quem somos.png

o revoar

Blog.png

blog

O que é educação socioemocional?



A educação socioemocional contempla o desenvolvimento de habilidades sociais e emocionais dos indivíduos, que acontece intencionalmente nas instituições de ensino. Neste contexto escolar, o ensino socioemocional deve estar integrado a todos os componentes curriculares, fazendo parte de atividades diárias e pedagógicas, sem que se torne um conteúdo separado dos demais.


A integração intencional do ensino cognitivo e do socioemocional potencializa o aprendizado dos estudantes, porque contribui para uma formação integral e para que os indivíduos, tenham melhor desenvolvidas habilidades como: foco, comprometimento, autoconfiança, responsabilidade e autoestima, que contribuem para a melhora do processo de ensino-aprendizagem.

Porém, muitas críticas surgem do fato da educação socioemocional e cultural ser feita de forma informal, não planejada e episódica, tornando-se ineficaz e geradora de conflitos e resistências, principalmente acerca da divisão da responsabilidade entre os pais e a escola (Del Prette & Del Prette, 2005).

Para o Instituto Revoar, há quatro dimensões estratégicas para a inclusão de uma educação socioemocional na escola para que a educação socioemocional se torne, de fato, uma cultura estratégica na escola. Elas são: gestão estratégica, formação da comunidade escolar, ambiente escolar adequado e avaliação. As dimensões se complementam e interagem e não tem um fim em si mesmas. Elas podem e devem ser complementadas, aprimoradas e adaptadas até porque o processo de desenvolvimento de uma cultura socioemocional nas escolas deve ser viva, contínua e adequada para cada instituição.

Portanto, aqui elencamos essas dimensões como um possível ponto de partida para o desenvolvimento de uma educação socioemocional nas escolas. Abaixo uma imagem que retrata as dimensões.


















DIMENSÃO 1: GESTÃO ESTRATÉGICA

Para o desenvolvimento de uma educação integral e socioemocional, existem ações de caráter estruturante que constroem as bases para este processo e seu aprofundamento.


Estas ações fazem parte de uma dimensão que chamamos “gestão estratégica”, justamente por serem responsáveis por gerarem as condições necessárias ao desenvolvimento socioemocional e à criação da base estruturante para seu acontecimento.


DIMENSÃO 2: FORMAÇÃO DA COMUNIDADE ESCOLAR


A formação continuada é um processo importante para apoiar a implementação da educação socioemocional na escola. Ela precisa incluir capacitações práticas e teóricas sobre a educação integral e mais especificamente sobre as competências socioemocionais, assim como o apoio aos processos de planejamento, implementação e avaliação das aulas socioemocionais, alinhadas ao conteúdo acadêmico, construídas por educadores(as). Porém, as formações precisam acontecer com toda a comunidade escolar e não apenas com educadores(as).


DIMENSÃO 3: AMBIENTE ESCOLAR


O desenvolvimento socioemocional depende de um ambiente propício para o seu acontecimento. É muito importante um olhar para as questões de infraestrutura da escola. A organização física dos espaços, dos mobiliários, das salas de aula e diversos ambientes que compõem a escola. O cuidado, limpeza e organização com os ambientes demonstram os significados e intencionalidades pedagógicas de cada local. De modo que é válido estarmos atentos quanto ao que podemos aprimorar no cotidiano do espaço escolar para uma educação socioemocional efetiva.


O ambiente escolar precisa ser seguro, flexível e cen trado também nos(as) estudantes, para que se sintam pertencentes; saibam que terão escuta e respeito; que serão chamadas(os) a participar e resolver problemas; que podem nutrir boas relações com educadores(as) e gestores(as) e que sintam confiança para falar sobre si e para fazer descobertas pessoais sobre seus sentimentos, emoções e interesses. Isto é, o ambiente da escola, em todas as suas dimensões, deve propiciar um espaço plural e democrático, onde todas e todos sintam que sua individualidade é respeitada, assim como suas histórias de vida, valores, opiniões, interesses, talentos, identidade social, sentimentos, culturas, escolhas e vozes. Estamos de alguma forma nos referindo aqui ao clima escolar.


Em função dele, atentamos para a reestruturação das relações entre os membros da comunidade escolar para que haja a construção e o aprofundamento de relações harmônicas, colaborativas, participativas, democráticas, de respeito mútuo e empatia.


DIMENSÃO 4: AVALIAÇÃO


O processo avaliativo pode ser compreendido como um retrato atual da situação, que nos dá a chance de enxergar onde estamos, o caminho que foi percorrido e o que ainda precisamos realizar para avançar em busca dos resultados desejados. Ele é um olhar cuidadoso para o processo e não apenas para seu fim, por isso também deve ser realizado como forma de acompanhamento permanente dos avanços e identificação dos desafios.

A avaliação será importante ainda para a criação de estratégias para solucionar os problemas e promover mudança de rotas, quando necessário.


Portanto, a avaliação do processo de implementação de uma educação socioemocional é um acompanhamento das suas diferentes etapas e a chance de aprimorar o caminho e os resultados. É uma forma de acompanhar como a escola está colocando em prática o seu Projeto Político Pedagógico.


Referências Bibliográficas


Del Prette, Z. A. P., & Del Prette, A. (2005). Psicologia das habilidades sociais na infância: Teoria e prática. Petrópolis: Vozes.


8 visualizações0 comentário